Artigos

Coluna e neurocirurgia

Envelhecemos e encolhemos

Dr Rodolfo Carneiro

Publicado por Dr. Rodolfo Carneiro

Neurocirurgião especializado no tratamento de doenças da coluna e controle de dor.

jun 29, 2021

Quando somos crianças, olhamos para os adultos de baixo. Conforme crescemos, a perspectiva muda. E parece que os jovens sempre crescem e se tornam bem mais altos que os nossos pais e avós, porém ao passo que nos tornamos mais altos, eles ficam mais baixinhos. E um dia isso acontecerá conosco também.

Isso acontece porque a nossa estrutura óssea, ligamentar e muscular envelhece, perde força e altura. E a infelizmente nossa estimada coluna é a mais afetada.

Os discos intervertebrais (que sempre mostramos nas consultas – aqueles “amortecedores” que ficam entre as vertebras) ficam mais desidratados e perdem altura – a famosa degeneração do disco (= envelhecimento do disco) e verdadeiramente ficamos mais baixos.

Também a musculatura da coluna se torna mais fraca e o corpo fica mais curvado, diminuindo relativamente a nossa altura.

Estudos mostram que perdemos aproximadamente 0,1cm por ano após os 40 anos de idade. Mulheres perdem até mais altura devido a fatores hormonais. Ao longo da vida, o homem perde em torno de 3cm enquanto a mulher, 4,5cm.

É impossível evitar que isso aconteça, porém conseguimos reduzir a velocidade do “encolhimento” se mantivermos hábitos saudáveis que incluem alimentação rica em proteínas e vitaminas, não fumar e não exagerar no álcool, praticar atividade física regularmente.

Tudo isso estimula a força dos nossos músculos e ossos, ajudam na nutrição dos discos e mantém uma boa postura.

Às vezes, alguma doença pode causar um aumento nessa velocidade de encolhimento, como a fratura da coluna por osteoporose (que conversamos em alguns posts atrás).

Se você notar em si ou em alguém próximo que está perdendo altura muito rápido ou que o corpo está ficando muito curvado para a frente, consulte com um médico especialista!

Publicações relacionadas
Os dois lados do cérebro
Os dois lados do cérebro

Se passarmos uma linha dividindo as duas metades do cérebro, visualmente eles são quase idênticos, entretanto há uma...